Lição 6 – Brincando de Deus

VERSO PARA MEMORIZAR: “Naquele dia, se dirá: ‘Eis que este é o nosso Deus, em quem esperávamos, e Ele nos salvará; este é o Senhor, a quem aguardávamos; na Sua salvação exultaremos e nos alegraremos’” (Is 25:9).
 
LEITURAS DA SEMANA: Is 13; 14; 24; 25; 26; 27
 

Depois que um pastor pregou um profundo sermão sobre o orgulho, uma mulher que tinha ouvido a mensagem o esperou para conversar. Ela lhe disse que estava muito angustiada e que gostaria de confessar um grande pecado. O pastor lhe perguntou qual era o pecado.

Ela respondeu: “O pecado do orgulho, pois sentei-me por uma hora diante do meu espelho, alguns dias atrás, admirando minha beleza”.

Respondeu o pastor: “Oh, isso não foi o pecado do orgulho, mas um pecado da imaginação!” (C. E. Macartney, compilado por Paul Lee Tan,
p. 1100).

Desde que o pecado nasceu no coração de um anjo poderoso, o orgulho não respeita os limites da realidade. Esse problema é visto da pior maneira possível nos que nutrem um orgulho espiritual, uma característica bastante lamentável em seres tão corrompidos cuja salvação pode apenas ser encontrada nas obras de outro em seu favor.

Nesta semana, entre outras coisas, examinaremos a origem do orgulho e da exaltação própria, os dois pecados verdadeiramente originais.

COMPLEMENTO DA LIÇÃO

Open chat