O Preço do Discipulado

Alguns afirmam que esta é a pior geração de seguidores de Jesus, e é bem provável que seja. Contudo temos diversos motivos pra que isso aconteça.

Grande e desafiante é escolher seguir a Jesus e ser seu discípulo. Vivemos em um mundo pluralizado, onde ser cristão esta virando moda. Vestir camisetas com expressões cristãs em nosso tempo é comum.

Mas a pergunta é: Esses “cristãos” realmente estão seguindo ao Senhor Jesus? Será que só basta colocar uma camiseta de um grupo religioso, frequentar uma igreja, ler a Bíblia é que nos torna cristãos?

O mundo se tornou um lugar desafiante pra se viver de forma que nos liga realmente a Cristo. O planeta esta imerso em diversas ideologias. As pessoas vivem em um constante conflito com diversas ideias. Nos meios políticos as pessoas se convergem em partições, “esquerda ou direita”, “conservadores ou liberais” e as guerras de interesses se propaga por todo lugar. Defensores dos afrodescendentes, índios, ideologias de gêneros etc…

E em meio de tudo isso esta a igreja. Um povo que se espera, fique além destas disputas. Mas será que isso acontece? Ninguém quer ficar “alienado” e o que devia ser a última coisa a ser tratada pelos “cristãos” isso passa agora ocupar os púlpitos e seminários.

Os “religiosos” do nosso tempo não se contentam em apenas pregar o evangelho, o que seria a melhor escolha, eles se voltam a copiar os modelos que o mundo oferece. O modelo de conduta e postura já não é mais o Mestre a quem alegam seguir. Jesus deixou bem claro em sua palavra as recomendações, vamos ver algumas:

Mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera.  Marcos 4:19

E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2

Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Tiago 4:4

Mas aí alguém pode dizer; nos devemos ser ignorantes aos assuntos desta terra? Sim e não. Explico. Jamais devemos ser neutros em questões de moralidade e bons costumes, mas militar em prol de tais ideais não nos convém. Jesus disse: Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Mateus 5:14. Já dizia uma frase antiga: “Uma imagem vale mais que mil palavras”. O nosso testemunho (imagem) deve ser mais que nossas palavras. O mundo deve ser convencido da importância da palavra de Deus através de cristãos que vivem essa palavra em sua vida diária.

Olhando para os primeiros discípulos constatamos que eles eram pessoas inseguras, descrentes e fracos. Eles também enfrentaram os desafios para o seu tempo. E vemos que alguns deles se perderam ao olhar muito para as “coisas” do mundo. Tal qual esse discípulo. Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica, ... II Timóteo 4:10.

Finalmente dizemos, “Devemos viver no mundo, mas não ser do mundo”. Termos uma postura correta, condizente aos ensinos de nosso Senhor Jesus. E friso “os ensinamentos de Jesus”, e por que digo isso? É por que alguns cristãos que havendo se perdido nas ideologias deste século, criaram uma verdade própria, longe do que realmente Jesus ensinou. Eles creem na bíblia, mas dão uma outra leitura as suas verdades, uma adequada interpretação, condizente aos seus hábitos e costumes. Não é por nada que Jesus no livro do Apocalipse dá um terno conselhos aos cristãos deste tempo: Apocalipse 3:15-20.

Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; 18  Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.

Que Deus nós ajude a compreender a nossa situação e que busquemos a entender nosso papel neste tempo tão importante para as questões sobre salvação e perdição.